Consultoria Contábil, Tributária, Trabalhista e Societária.Tel.: (11) 4043-8440 - Fax: (11) 4043-8441

Notícias Detalhe

COMUNICADO SOBRE GOLPE DOS BOLETOS

Prezado cliente,
Com o intuito de alertar sobre fraudes que vem ocorrendo por estelionatários,
encaminhamos algumas informações para sua segurança aos pagamentos por
boletos ou recebimento de mensagens por e-mail.

CUIDADO COM OS GOLPES DO BOLETO E EMAILS.

O golpe do boleto bancário ocorre quando o cliente é enganado recebendo um
boleto falso, o consumidor pôr exemplo compra um produto que não é entregue. Ao
reclamar, descobre que pagou um boleto falso. Os valores pagos não foram
encaminhados para o vendedor, mas para terceiros laranjas ou fraudadores.
Há também boletos encaminhados diretamente por criminosos para o endereço dos
clientes. O consumidor incauto paga por achar que se tratar de dívida legítima já
que os valores condizem ser reais.

QUAIS OS CUIDADOS PARA EVITAR O GOLPE DO BOLETO BANCÁRIO?

Por exemplo, pagar um boleto que recebeu por e-mail cobrando uma dívida que não
existe de uma empresa que não conhece é uma situação evidente de golpe. É sensato
que o consumidor fuja dessas situações.
Ou então demonstrar descuido na segurança ao usar a internet, comprando de um
site falso ou de um ambiente que não é seguro, pode também resultar em prejuízos.
Por esse motivo, recomenda-se ao consumidor que esteja bem atento à segurança.
Também, antes de pagar qualquer boleto bancário é prudente verificar os dados
impressos e o valor cobrado. Identifique se não há informações divergentes.
Verifique se o nome da empresa, do banco, o código de barras, a data de vencimento
ou mesmo o valor cobrado estão corretos. Havendo divergências é recomendado
entrar em contato com a empresa e checar as informações.
Outra dica é verificar no momento do pagamento digital no ambiente bancário se as
informações geradas após a captura ou digitação do código de barras que consta no
boleto coincidem com o pagamento que você pretende efetuar.

EMAILS FALSOS DA RECEITA FEDERAL, MINISTERIO PUBLICO OU DE
INVESTIGAÇÃO.

Além do mais, tenham em mente que os órgãos públicos não enviam cobranças,
intimações por telefone ou e-mails para comparecer ou enviar documentos à Polícia
Federal, à Receita Federal ou ministério público etc., são golpes evidentes.
Caso recebam alguma visita de fiscal, solicite a apresentação de sua credencial e
informe imediatamente ao nosso escritório a fim de averiguarmos se procede ou
não.

O BANCO É RESPONSÁVEL POR FRAUDES NO BOLETO BANCÁRIO?

Uma dica é cobrar o prejuízo do banco que autorizou a emissão do boleto falso, pois
em algumas situações o banco pode ser responsabilizado. O argumento é que o
banco nunca poderia ter autorizado a abertura de conta ou a prestação de serviços
de cobrança a um estelionatário.
Pode acontecer, contudo, situações em que o cliente entrou no site da loja, não num
site falso. Neste caso a emissão do boleto falso ocorreu no ambiente, em tese seguro,
da loja! Ou então o fraudador teve acesso a informações pessoais da vítima.
É o que ocorre, por exemplo, nas situações de falhas dos sistemas do cartão de
crédito, do banco, das lojas, etc. Nestes casos, há responsabilidade da loja e
responsabilidade do banco pela violação do sigilo de informações pessoais de seus
clientes.
Se o cliente pagar o boleto falso porque possui relacionamento com o banco e a loja
e entende que a dívida é legítima, mas depois descobre que a dívida não foi paga,
terá direito ao ressarcimento de todo e qualquer prejuízo que teve inclusive danos
morais.
Em qualquer caso, havendo fraude o consumidor poderá procurar a polícia e
denunciar a ocorrência.

Qualquer dúvida, estamos à disposição para ajuda-los.

Fonte: Diretoria

Data: 06/03/2020

Outras Notícias

Domínio Atendimento

Acesse

Publicidade

Parceiros

Empresas do Grupo

Trabalhe Conosco